sábado, 6 de novembro de 2010

A CURA DA REJEIÇÃO

Rejeição



Todos nós um dia já fomos rejeitados, seja por alguma pessoa, um grupo ou pela própria família. Muitos de nós talvez já sofremos a rejeição no ventre materno, por ter acontecido uma gravidez indesejada ou porque nossos pais não queriam ou não podiam ter um filho naquele momento. Os pais também podem rejeitar o filho quando desejavam que a criança fosse de outro sexo, aí estamos falando da rejeição da sexualidade da criança que nasceu ou que está sendo gerada.
Mas é importante sabermos que todo e qualquer tipo de rejeição nos deixa marcas profundas e consecutivamente vai deixar feridas em nosso interior. Para uma melhor compreensão, vamos conhecer alguns tipos de rejeição:
  • Rejeição no ventre (gravidez indesejada) ou ao nascer (se esperava uma menina e nasceu um menino).
  • Preferência dos pais por outro filho.
  • Palavras destrutivas liberadas por pessoas amadas (“Você é burro, feio, gordo...”).
  • Gozações por causa do nome (Novalgina de Oliveira) ou aparência (orelhudo, narigudo, negão...).
  • Através da auto-rejeição (quando nós mesmos não nos amamos) – Quando nós mesmos não aceitamos nossa condição (raça, classe social, profissão, aparência física, etc...).
Então podemos entender que rejeição é quando sentimos que não somos amados pelas pessoas ou por nós mesmos. Mas para todo mal que possa ter nos acontecido Deus tem um remédio e a cura. Talvez você sofra ou já sofreu deste sentimento que traz conseqüências bastante ruins como: complexo de inferioridade, desprezo de si mesmo, tristeza, angustia, depressões e até mesmo desejo de suicídio.
Na maioria das vezes a rejeição acontece quando ainda estamos sendo gerados e mesmo que ela não venha de nossos pais, poderá nos atingir. Por exemplo: Os nossos avós talvez fossem contra o relacionamento de nossos pais e podem ter rejeitado o neto ou a neta que estava por vir. Se já não comentei aqui, é importante dizer que a criança ainda no ventre materno tem uma ligação direta com os pais e as pessoas próximas a família e conseguem perceber se são bem aceitas ou não, caso alguém não aprove tal gravidez ou deseja uma criança de sexo oposto a que esta sendo gerada, ela vai ficar marcada profundamente pelo sentimento de rejeição e a partir daí surgem diversos conflitos emocionais e sentimentos de inferioridade na pessoa.
As vezes certas atitudes nossas refletem uma rejeição que sofremos, como um médico é preciso estarmos atentos aos sinais e sintomas que temos para diagnosticar a rejeição e buscar a cura, por exemplo: se uma pessoa que tem tendências ao suicídio, tem tal comportamento porque sofreu uma rejeição (não se sentiu amada e acolhida pelas pessoas), começará então a não se sentir amada por si própria e daí vem o desejo de tirar a própria vida, mas se o sentimento de rejeição for curada desaparecerá com ela também o desejo de suicídio.

Como ser Curado da Rejeição?

Se alguém veio a nos rejeitar é porque não nos aceitou tal como somos, seja por causa de nossa aparência, condição social, jeito de ser ou por causa de nosso sexo (os pais ou alguém da família esperava que fossemos uma criança de outro sexo).

1º Devo crer que Deus me amou e ama tal como sou e que Ele tem o poder de curar-me de todo sentimento de rejeição.

2º É necessário que cada um de nós conheça nossa história de vida (gestação, primeiros anos de vida, se nossos pais, avós e familiares desejaram ou não a nossa gravidez e nascimento).

3º Se descobrirmos que na nossa história, um de nossos familiares não aceitou nossa gestação ou nascimento, devemos liberar o perdão a essa pessoa, (atenção: o perdão é a chave para que toda cura aconteça, pois a falta de perdão cria um bloqueio que impede a ação de Deus que deseja curar).

4º Somente Deus poderá voltar no tempo e nos dar o amor que faltou por parte daquela pessoa que nos rejeitou e quanto mais próxima de nós essa pessoa for maior será a ferida deixada em nosso coração.

5º O meio pelo qual Deus irá realizar a cura em nós é pela oração, você deverá rezar pedindo a Cura de toda Rejeição, apresentando a Jesus as pessoas que o rejeitaram e pedindo a graça de perdoar essas pessoas.

6º Cura Interior é um processo, sua cura pode se dar por completo num só dia ou pode se estender por dias, meses ou anos, dependendo do tamanho e da profundidade das feridas que você traz, assim como um ferida maior que precisa de curativos por longos dias.

7º Não desanime, Deus deseja muito mais que você lhe ver curado(a), afinal qual Pai gosta de ver um filho doente e mesmo que exista um pai que não se importe, Deus é amor, não vai lhe abandonar nunca, se nós que somos maus sabemos dar coisas boas os nossos filhos, quanto mais Deus que é bom até para os maus.

Vamos rezar agora pedindo a Cura de toda e qualquer Rejeição:

Senhor, pode ser que na nossa vida tenha faltado o amor, o amor de nossos pais, familiares, amigos e pessoas que eram ou que são importantes para nós, eu te peço Senhor por todas aquelas vezes em que não fui amado da maneira como eu precisava, Jesus eu perdôo o meu Pai por não ter me amado, Jesus eu perdôo o meu Pai por não ter me abraçado, Jesus eu perdôo o meu Pai por não ter me acolhido, Jesus eu perdôo o meu Pai por não ter me pego no colo quando eu cheguei da maternidade, Jesus eu perdôo o meu Pai por não ter me aceito com a sexualidade que eu fui gerado e nasci, Jesus eu perdôo o meu Pai por não ter me abandonado para ter outra família, Jesus eu perdôo o meu Pai por não ter me compreendido, Jesus eu perdôo o meu Pai por não ter passeado comigo como vejo acontecer com os pais dos meus amigos, Jesus eu perdôo o meu Pai por ter bebido e voltar para casa bêbado, Jesus eu perdôo o meu Pai por me bater, Jesus eu perdôo o meu Pai por dizer que meus irmãos são melhores do que eu, Jesus eu perdôo o meu Pai por dizer que eu não deveria ter nascido, Jesus eu perdôo o meu Pai por ter medo dele. Jesus eu perdôo a minha Mãe por não ter me amado, Jesus eu perdôo a minha Mãe por não ter me abraçado, Jesus eu perdôo a minha Mãe por não ter me acolhido, Jesus eu perdôo a minha Mãe por não ter me pego no colo quando eu cheguei da maternidade, Jesus eu perdôo a minha Mãe por não ter me aceito com a sexualidade que eu fui gerado e nasci, Jesus eu perdôo a minha Mãe por ter me abandonado para ter outra família, Jesus eu perdôo a minha Mãe por não ter me compreendido, Jesus eu perdôo a minha Mãe por não ter passeado comigo como vejo acontecer com as mães dos meus amigos, Jesus eu perdôo a minha Mãe por ter bebido e voltar para casa bêbada, Jesus eu perdôo a minha Mãe por me bater, Jesus eu perdôo a minha Mãe por dizer que meus irmãos são melhores do que eu, Jesus eu perdôo a minha Mãe por dizer que eu não deveria ter nascido, Jesus eu perdôo a minha Mãe por ter medo dela. Jesus eu perdôo os meus avós por não terem me aceito, por não terem aceito a minha gestação e o meu nascimento. Jesus eu me perdôo por não me aceitar tal como sou, eu me perdôo pelos erros que cometi. Jesus eu perdôo os meu professores por terem me humilhado na frente dos meus colegas de classe, Jesus eu perdôo os meu amigos por terem me desprezado ou por terem zombado de mim, cura-me Senhor, liberta-me Senhor, salva-me Senhor. Amém!

Denis M Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário